segunda-feira, 16 de junho de 2008

Rock Geral com Red Hot

Rock Geral com Red Hot Chili Peppers





Rock Geral
Sábado – 21/06 – 21 horas
Bandas: Red Hot Chili Peppers cover (Universo Vermelho) / El Efecto / Nível 1 / Shopstake / E.T. Cubano
Música Mecânica com Cláudio China, da Breve!
Ingresso: R$ 5,00 (antecipado) / R$ 8,00 (flyer ou lista amiga) / R$ 10,00 (na hora)
Consumação mínima: não há
Planet Music – Av. Ernani Cardoso, 66, Cascadura

Promoção: rodada tripla de cerveja a apenas R$ 6,00




No sábado, dia 21 de junho, será realizada a 2ª edição do Rock Geral. No palco mais quatro bandas independentes que vêm se destacando no cenário alternativo do Rio de Janeiro e a Universo Vermelho, banda cover da Red Hot Chili Peppers. Como sempre, nos intervalos, o som fica por conta do DJ Cláudio China, da banda Breve!

Para participar da LISTA AMIGA do evento mande um e-mail para redproducaecomunicacao@gmail.com

Participe de nossa comunidade no Orkut:http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=34261295



Ardil 22 rouba a cena e
U2 Cover Rio arrebenta no 1º Rock Geral

Lá estávamos nós, no final de um sábado à tarde, sentados num barzinho de Cascadura, próximo à Planet Music, enquanto esta não abria. Lá estávamos eu, o DJ Cláudio China, da banda Breve!, e Diego, baixista da Hid2ofobia, assistindo a primeira derrota do Flamengo no Campeonato Brasileiro. Mas, naquele dia 14 de junho nada vinha tendo importância. A Noite surgiu, a derrota do Fla se confirmava e o que realmente importava se aproximava: a hora do início de mais uma empreitada; a hora da estréia do Rock Geral.

Portas abertas, o bar da Planet começa a funcionar e a ansiedade e a expectativa começam a tomar conta aqui deste produtor, como deve ocorrer com todos os que organizam um evento. Entram na casa os primeiros componentes da U2 Cover Rio para a passagem de som. Em instantes lá estão os astros da noite acertando os detalhes para a promissora noite, sendo assistidos pela turma da Projeto Drenna, banda com a missão de dar o ponta-pé inicial. E que ponta-pé.

Com muita gente ainda chegando, lá está Drenna e companhia já agitando pra valer. Amigos e amigas, que som esta banda toca! Tinha ouvido boa parte do CD da Projeto Drenna, mas não tinha a noção exata de como era no palco. O público ia entrando e já ia se fascinando. Legal, que maravilha, o Rock Geral começava muito bem. Começava com a galera vibrando e dançando com Whole Lotta Love. Ter música do Led Zeppelin no início é sempre bom começo. E veio a Conexão ZN sem deixar a peteca cair. Com som bem marcado, seus componentes mandaram muito bem o recado de protesto e indignação. O vocalista interpretou as músicas com atitude e com a ira exigida pelas letras, combinando com o som também irado produzido por todos que estavam no palco. Assim foi a Conexão ZN. E assim foi mais uma demonstração do competente rock produzido na Zona Norte do Rio.

E, por falar em Zona Norte, pouco depois de meia-noite entra em cena uma das bandas mais expressivas da região. Prestes a completar nove anos, a Ardil 22 subiu ao palco para mudar a história da inauguração do Rock Geral, subiu ao palco para roubar a cena e subiu ao palco para acrescentar mais uma (com toda a força de expressão da palavra) puta apresentação. Aqui para este produtor, ou que pelo menos tenta ser produtor, esta foi a melhor apresentação da Ardil 22. Podem falar dos shows da Ardil no Teatro Odisséia, Lona Cultural, Beverly Hills, Don Chopp, Praça do Méier, Mackenzie e outros tantos que, para mim, este foi o melhor. Melhor para mim porque foi num evento que eu organizei, o que me dá uma satisfação especial. Quando o meu grande amigo e locutor Alexandre Gomes, o Gominho, anunciou a banda o meu coração bateu mais forte e a emoção tomou conta, ao ver a frente do palco tomada e parte da platéia já pulando na primeira música (Ninguém é de Ninguém), de autoria própria. Daí pra frente a impressão que se tinha era de total empolgação tanto no palco, quanto na pista. “Calma Ribeiro, calma”, dizia eu a mim mesmo pensando estar simplesmente entusiasmado por ser a Ardil. Então, chego mais próximo ao palco, no meio da galera e vejo que não é questão de ter calma, que não se trata de emoção. Com toda frieza possível, constatei que a Ardil 22 realmente dominava a Planet Music e comandava um público empolgante, que assim permaneceu até a última palavra da última música, até o último acorde de Infinito. E, depois desta apresentação, nem sei mais o que é infinito.

Depois desta apresentação da Ardil, confesso, fiquei por minutos hipnotizado. Quando percebi lá já estava a Nuvens Negras no palco, entrando também com disposição e muita vibração, com o som bem para cima. O pecado foi que exageraram na altura, o que embolou o som, e não nos deixou ouvir direito o que Jennifer cantava. Mas a performance estava bem legal e o recado foi passado.

Eis que chega a hora do show que era o mais esperado da noite e o quinteto que forma a banda U2 Cover Rio sobe ao palco. Os caras comprovaram porque são considerados os melhores que prestam tributo ao U2. Impecáveis do começo ao final, os integrantes da banda fizeram o público bater palmas, dançar, pular e até iluminar uma bandeira da Irlanda. Não deu para perceber se era um isqueiro ou uma vela, só deu para perceber que o maior fã do U2 que conheço no Rio estava lá com sua roupa toda caracterizada, iluminando a bandeira da Irlanda no final do show. Show em que sentei com a sensação de missão cumprida. Show em que curti sentado e viajando com With or Without. E foi com ou sem você que vibrei com a primeira noite do Rock Geral. Comemorei com cada um de vocês, mesmo sem saberem, que estiveram lá. E festejei com cada um de vocês que não puderam ir porque sei que nos próximos estarão presentes.

Depois, é claro, fui para casa. Já era mais de 4 da manhã quando, na rua, ainda visualizava a estréia e, mais uma vez, pensava nos pontos mais altos do show. Muitos vinham a minha cabeça, mas o mais intensos era a apresentação da Ardil 22.

Agora estamos aí a três dias da segunda edição. Agora a expectativa é que seja igual, ou melhor. Agora, por isso, começa outra ansiedade. Conto com a presença de todos vocês para que a expectativa seja mais uma vez superada. Conto com grandes apresentações das bandas Nível 1, E.T. Cubano, El Efecto, Shopstake e da Universo Vermelho, que tem a missão de fazer todos viajarem ao som de Red Hot Chili Peppers. Boa sorte a nós todos e até lá...

CRibeiro

Um comentário:

Gastão disse...

Carlos Ribeiro, muito obrigado pelas palavras... O evento foi maravilhoso e nos sentimos muito honrados pelo show que fizemos junto da galera... Esta sim, a galera, é nosso maior objetivo... Até a proóxima...

Gastão Mertens - Vocalista Ardil 22